loader image

Bom combate: o que diz em Timóteo 4:7-8?

4 minutos para ler

Enquanto estava preso em Roma, em seus últimos dias, Paulo escreveu a Timóteo, a quem via como um filho amado na fé: “Combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé” (2 Timóteo 4:7). Mas você sabe o que de fato o apóstolo quis dizer?

Qualquer leitura sempre envolve um processo de interpretação, e o estudo da Bíblia não foge a essa regra. Desse modo, se queremos compreender Deus e seguir o que Jesus nos recomendou, é fundamental entendê-la da forma correta.

Ainda nas cartas, Paulo recomendou a Timóteo que se dedicasse à leitura, à exortação, ao ensino (1 Timóteo 4:13) e que manejasse bem a Palavra (2 Timóteo 2:15), porque somente assim salvaria tanto a si como aos seguidores do Evangelho (1 Timóteo 4:16).

As epístolas trazem ensinamentos valiosos para todos nós. Por isso, seguindo as recomendações do maior escritor do Novo Testamento, vamos nos aprofundar sobre o bom combate ao qual ele se referiu.

Qual é o contexto da carta a Timóteo?

Quando Paulo teve a visão de Jesus às portas de Damasco, perguntou: “Que devo fazer, Senhor?” (Atos 22:10). Com isso, o apóstolo se fez inteiramente servo e colocou-se à disposição para cumprir o que lhe fosse mandado, sem questionar ou reclamar, confiando plenamente no Pai. A partir de então, sofreu perseguições, privações e prisões. Mas sempre combateu corajosamente todas as dificuldades.

Por volta da metade da década de 60 d.C, foi preso e, do cárcere, escreveu uma das cartas a Timóteo, encorajando-o a continuar pregando a Palavra, corrigindo e repreendendo o mal, enfrentando bravamente as perseguições (2 Timóteo 2:3).

Nessa carta, encontramos o seguinte trecho: “Combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda” (2 Timóteo 4:7-8).

Mas o que o apóstolo quis dizer?

Paulo sabia que eram seus últimos dias, mas não estava triste ou aflito, pois sabia que tinha combatido o bom combate. Ou seja, a partir do exato momento da experiência em Damasco, confessou seus pecados a Cristo e se tornou uma nova pessoa. Lutou contra os próprios pecados, se opôs às falsas doutrinas, não se calou diante do mal, não desistiu diante das tribulações.

Não perdeu tempo em discussões levianas. Denunciou a cultura depravada e os falsos profetas. Não teve dúvidas sobre Jesus ser o Caminho, a Verdade e a Vida. Manteve a fé intacta, a disciplina nos ensinamentos do Cristo e a confiança de que Deus o livraria de todos os males (2 Timóteo 3:11).

Paulo não hesitou em pregar e não se envergonhou em testemunhar. Fez incontáveis viagens para levar o Evangelho ao máximo de pessoas. Então, diante de tanta dedicação e coragem, podemos perceber facilmente que, de fato, o apóstolo combateu o bom combate.

Como Deus recompensa aqueles que guardam a fé e jamais desistem de seguir Jesus, o apóstolo sabia que sairia dessa vida na condição de verdadeiro triunfador e receberia a coroa da justiça.

Como aplicar esse ensinamento em minha vida?

Em uma carta anterior, também a Timóteo, Paulo ensina: “busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Combata o bom combate da fé. Tome posse da vida eterna, para a qual você foi chamado” (1 Timóteo 6:11-12). Precisamos tomar o apóstolo como exemplo para a nossa caminhada cristã e aprender cada dia mais sobre os ensinamentos, colocando-os em prática em nosso dia a dia.

Por isso, devemos nos aproximar de Deus, vigiar e orar, manter a fé e procurar levar uma vida que, no final, nos permita dizer como Paulo: “combati o bom combate”.

Enfim, a vida cristã é uma eterna batalha entre o certo e o errado, a verdade e a mentira, a porta larga e a estreita. Combater o bom combate é seguir com confiança e obediência aos ensinamentos de Jesus, sem temer mal algum, “pois Deus não nos deu o espírito da covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio” (2 Timóteo 1:7).

Compartilhe este post nas redes sociais e encoraje outras pessoas a também lutarem a boa batalha!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.